Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Segredo revelado

Segredo revelado

29.04.10

as cores com que te pintas


segredo_revelado

''O grito'' - pintura de Edward Munch 

 

 

Com que cor escreves e pintas as cenas alegres da tua vida?
Branco puro e imaculado, ou vermelho cor de sangue e paixão?
Azul celeste como o céu, ou outra cor esbatida?
Já sei que as tristezas as pintas da cor negra da escuridão.

 

Abre a porta do espaço exíguo e escuro onde sufocas...
Deixa a claridade iluminar cada objecto...
Abraça as pessoas que entram e que te ajudam a enfrentar as derrotas...
Abre o peito, fecha os olhos...E recebe o seu afecto.

 

Findo o abraço, não receies sentir-te exposto...

Abre os olhos e encara a vida de frente.

Enxuga as lágrimas que, compassadamente, te molham o rosto

Se nem o clima é igual, porque não há-de o futuro ser diferente?

 

Conheces as cores do arco-íris que aparece quando chove e faz sol?

Sabes usá-las a todas sem excepção?

Qual é a cor que melhor define um coração ''mole''?

E qual define melhor as sombras da desilusão?

 

Tal e qual como se fosses um pintor famoso,

Talvez Rembrandt, Monet ou Picasso...

Pinta a tua vida/tela com cores que te dêem gozo...

Cores fortes como queres ser, cores fortes como o aço.

 

As cores com que te pintas...

São as cores que mostras aos outros

Mistura emoções como se fossem cores e tintas,

Desenha-te e molda-te,aos poucos e poucos.

 

Uma vez finalizada a obra prima,

Pintada com cores vivas e alegres,

Até o próprio coração se anima!

 

 

 

 

segredo revelado: Se há dias em que o Mundo parece pintar-se com as cores mais alegres do arco-íris , noutros dias, são as cores frias, escuras e sombrias que pintam toda a paisagem envolvente , a nós mesmos , e a todos aqueles que nos rodeiam.

Preto é preto, seja hoje ,amanhã, ou daqui por 100 anos. Branco é branco,seja hoje, amanhã , ou por daqui a 100 anos. Dito isto,será possível que algo que hoje nos parece ser branco , amanhã pareça negro? Importante não esquecer: cinzento é cinzento, e quando as cores começam a alternar repentinamente , o branco parece cinzento , mas o preto também. E o laranja...verde...azul...amarelo...

A aparente diferença de cores reside naquilo que vemos , ou no nosso olhar?

Será que somos todos uma ''cambada'' de daltónicos, a oscilar entre visões a preto e branco e visões a cores?

Tantas perguntas, para tão poucas respostas. Quem quiser , puder, e souber, que  lhes responda, que eu...eu vou ali colorir um desenho do Noddy!

 

 

 

23.04.10

perdido


segredo_revelado

Se em mim me perco

Porque acham que me podem encontrar?

Estou longe, mesmo se pareço estar perto...

Afundo-me, mesmo se pareço flutuar.

 

Atrás de uma imagem nítida e clara,

Espreita uma pintura esborratada,

Onde me revejo, num mundo que não pára,

Onde desisto e me sento,esperando por nada.

 

Perdido, a vaguear...

Sinto-me um ser alienado.

Parem de me chamar, parem de me procurar...

Esta noite, não quero ser encontrado!

 

Vou esconder-me...

Talvez me encontre onde me escondo,

Ou talvez me perca ainda mais.

Uma coisa é certa, o planeta vai continuar a ser redondo.

 

 

 

 

 

 

 
segredo revelado: Escusam de me trazer os lenços de papel , pois isto já foi escrito há uns tempos atrás, quando me perdi no Metro.
Na verdade , não foi bem esse tipo de ''desorientação'',  mas até podia ter sido. Seja como for , o que importa é que , entretanto , depois de pegar na bússola e no aparelho de GPS , já me orientei.
Não , isso não significa que vou emigrar para a China, nem que vou abrir um bazar chinês, e nem sequer significa que passei a ter olhos em bico!
Isso apenas quer dizer que , desde que o Sol não me encandeie, nem ninguém me rasteire e faça cair , já reencontrei o caminho que leva a sentir alguma paz de espírito e acalmia interior.
Ao que parece , não são só os vulcões islandeses a terem momentos de revolta interior, mas que , mais tarde ou mais cedo...depois de muita( ou pouca) cinza  ser expelida, acabam por serenar.

19.04.10

queca à professor


segredo_revelado

Nos últimos tempos, tenho andado meio retirado aqui do meu cantinho,cantinho onde, pouco a pouco, segredos são revelados, no meio de um monte de parvoíces , muitas delas, sem sentido, grandes revelações , ou qualquer espécie de profundidade sentimental ou intelectual.
Não obstante estas minhas ausências mais longas, em que nem escrevo aqui uma linha, e para que o teclado (e o cérebro) não enferruje, vou-lhe dando uso no Messenger e a comentar 2 blogs que sigo com alguma regularidade.
Em tempos, já foram 3, mas a ASAE, conjuntamente com a ''directora artistica'' lá do sitio, acharam por bem vedar ao público o acesso de entrada. Dizem as más linguas (neste caso , as más teclas do meu teclado) que o encerramento se deveu à ocorrência de alguns casos de intoxicação por consumo de doses exageradas de um molho agridoce, especialidade da casa, mas isso, por agora, não vem ao caso.
Aqui há dias, ao ler um novo post num desses blogs onde ainda ninguém me barrou a entrada, talvez por eu também ainda não ter pedido nada fiado, deparei-me com um pedido muito original. O pedido era, nem mais , nem menos, do que definir como é uma queca à professor.
Ao ler aquilo, passado o choque inicial, até julguei que me tinha enganado e tinha entrado na porta do blog ao lado. Afinal estava mesmo no blog, quase sempre tão ''certinho', que costumo acompanhar. Só não tomei logo um  calmante ou um alucinógneo qualquer, por não ter nenhum deles ali à mão.
Como um homem é sempre homem, mesmo quando se depila e usa roupa de lycra (antes que perguntem , não é o meu caso!!), e não pode, nem deve, dar sinais de vacilo,pois isso é coisa de bebés, respirei fundo, agarrei no peluche e no teclado do Noddy , e comentei.
Aqui fica, sem usar qualquer tipo de aspas, o plágio integral do meu próprio comentário. Espero que a falta de uso das aspas e da identificação do autor do texto não me venham a causar problemas com a Sociedade Portuguesa de Autores.
......
 
Ena,ena!!
Onde está a bolinha vermelha no canto superior direito deste post, hein?
Que pouca vergonha vem a ser esta , sô dona Eli?!! Ai a menina!
Vem aqui um moço como eu,religioso, inocente e pudico, fazer uma visitinha e depara-se com um post assim.
Beeem... já que vim, li e me senti chocado, sinto-me no direito de opinar também.
Ora, uma queca à professor, é uma queca que, além de ter uma hora e um local marcados para acontecer, tal como uma aula, envolve múltiplos intervenientes (é bem sabida a capacidade de um ''prof'',desculpa-me a expressão usada, ''fod.. ups...tramar'' muitos alunos ao mesmo tempo, quando os avaliam).
Suponho eu, que nunca fui ''prof'', que uma queca à professor também seja avaliada consoante o nível de satisfação atingida,tal e qual como um teste de avaliação, mas com o bonus de ser ,literalmente, um prazer repetir um exame destes. ahahah
Para concluir, e antes que me desgraçe ainda mais com estas ideias, só acrescento que...
Uma queca à professor, enquadrada no programa pedagógico escolar, nunca se chamaria queca à professor, mas sim fornicação (a palavra vem na Biblia , por isso não também pode ser usada num blog, né? )à professor, para fazer aumentar e melhorar o léxico usado pelos estudantes. rs
Como será uma queca à ministra(o) da educação?Deve ser uma aventura , né? loool
Desculpa o ''testamento'' que escrevi (acho k este comentário vai tornar-se um post lá no meu cantinho)e algum excesso que possa ter cometido.
....
De  facto, tal como antevi no próprio comentário, o comentário veio mesmo a tornar-se num post.
A cumprir sempre assim , quase tudo o que prometo/antevejo, pobre de mim se tivesse o ensejo de enveredar numa carreira política. Estava bem fod... tramado!
Em blog alheio tive vergonha de expôr umas quantas ideias mais ousadas acerca da definição ''queca à professor'', mas aqui, na ''minha casa'', sinto-me mais à vontade para o fazer, por isso...
Sendo eu homem, um homem que não é, nem nunca foi professor,é-me mais fácil definir, do ponto de vista de um aluno, uma queca à professora, do que uma ao professor.
Se este post fosse um filme , agora era a altura certa para haver um flasback até aos meus saudosos ( e cada vez mais distantes!) tempos de estudante .
Não, não me vou gabar de que dei uma queca a alguma professora, mas , se bem me lembro da minha professora de Inglês, desconfio que quase metade da minha turma (a metade que , passados uns anos, veio a ter barba)  fantasiava com isso. Cambada de putos estúpidos, cheios de hormonas aos saltos!!
O Ministério da Educação devia proibir que houvessem professoras tão jovens e boas (docentes) a darem aulas a jovens na adolescência. Se as metem a leccionar, depois não se admirem que hajam baixos níveis de concentração e de aproveitamento escolar por parte dos alunos. Adiante!
Já estou a imaginar 2 professores de Matemática em pleno acto, a discutirem o tipo de ângulo mais propício à consumação do acto, ou a debaterem a forte possibilidade de que a equação 1+1 +( queca -( 1 preservativo+ 1pílula)) =  1 gravidez indesejada , fosse verdadeira...
E se fossem professores de Química ou de Física, era quase inevitável  não haverem umas conversas sobre Ph , reacções químicas, fricção, propriedades do latex, etc.
''Profes'' de Português, a declamarem poesia erótica e a darem-lhe algum sentido prático...
É melhor nem escrever o que me ocorreu sobre como seria uma queca de professores de línguas estrangeiras, para não chocar ninguém.
Isto de dizer que se imaginam pessoas a dar uma queca, ou muito me engano, ou soa um bocadito mal.
Se um professor, por causa do hábito de dar notas consoante o desempenho, mantivesse esse hábito, ter nota negativa era uma ''facada'' no ego de cada um. Na perspectiva masculina, lá iam haver bons motivos para ter muitas aulas de apoio, bem como explicações com cidadãs brasileiras e de leste ( lá vou ser acusado de xenofobia), que têm mestrados nessas áreas . Na perspectiva feminina, acho que iam optar por usufruir das graaaaaandes potencialidades de uma estreita colaboração com um docente de um país africano , dos PALOP (se não me acusaram já de xenofobia, de certo que o fazem agora). 
Lembrei-me agora...Como será uma queca à Presidente dos EUA? Se, por acaso, alguém conhecer o Bill Clinton ou a miss Monica Lewinsky, faça o favor de lhes perguntar e depois  revele aqui esse segredo top secret.
Vou mas é silenciar as teclas, para não causar dores de cabeça a ninguém. Ainda para mais, é bem sabido que as dores de cabeça são uma das justificações de faltas mais usadas no que toca a quecas e afins.
Calei-me! Vou tomar mas é um Trifenne.
 
 
 
 
segredo revelado: Podia revelar como é uma queca à segredo revelado? Podia, mas não era a mesma coisa!
Além de não ser a mesma coisa , era uma vergonha do caraças. Todos os dias , através de jornais, TV e internet, se sabem de tantas desgraças e situações lamentáveis por esse mundo fora, que vos vou poupar ( e a mim) de tomarem conhecimento de mais uma.
Já leram o post? Já comentaram o post e deixaram a vossa definiação de queca à professor? Já lavaram os dentes?
Já? Então ide ''mazé'' dormir!!

12.04.10

mas que grande 31!


segredo_revelado

Conhecem a expressão popular , ''estar metido num grande 31''?

Essa expressão costuma ser usada para definir uma situação de ''aperto'', de algum tipo de dificuldade , estar metido numa alhada, etc

Pois é, também eu , desde a meia-noite de hoje,dia 12 de Abril de 2010, passei a estar metido num grande 31.

Por estranho que possa parecer ,nem sou eu o maior responsável por estar metido neste 31, embora também não consiga evitá-lo .

Os maiores responsáveis pela situação em que hoje me encontro , são os meus pais. São eles os grandes culpados! A minha culpa , neste 31 danado, resume-se ao facto de um dia ter nascido , e, desde então até hoje, ter-me mantido assim, ''vivinho da Silva''.

Não matei ninguém, não roubei nem um caramelo (pelo menos recentemente não ), não burlei, não engravidei ninguém por falta de uso de protecção,não traí amigos, familiares...no entanto, encontro-me num 31 do qual não tenho fuga possível. Quer dizer, ter fuga até tenho, mas só para a frente e só daqui a um ano.

Se me fosse dado a escolher, preferia não estar neste 31. Não tenho nada contra o número em si, mas, de facto, preferia estar num vinte e qualquer coisa.

Estar no 31 em que me encontro, já me faz até sentir mais velho. Por muita experiência e ensinamentos que retiremos da vida e dos exemplos de todos aqueles que nos rodeiam e que ,nalgum momento da sua vida, também já se encontraram num 31 igual ao meu, admito que não é fácil encarar a minha presente situação.

Não é um caso de vida ou morte, nem um daqueles casos que não têm solução possível, mas não deixa de ser uma situação que não sei contornar. 

Talvez seja um bocado de exagero e de paranóia, mas , ou muito me engano, acho que só de ''sofrer'' por antecipação a chegada do momento em que me ia ver neste grande 31, ganhei alguns cabelos brancos.

Já pensei mentir com quantos dentes tenho, só para que não hajam muitas pessoas a tomar conhecimento da minha actual situação. A família já sabe...os amigos mais próximos também. Não entendo o ânimo leve com que lidam com o 31 em que me encontro, quando ,para mim, este assunto me merece tanta importância. Alguns deles, como se isto fosse motivo de festas ou alegria, tiveram a ''lata'' de, logo desde o inicio do dia, me darem os parabéns. Parabéns?!!! Mas isto é algo que se deva celebrar?!! Gostava de ver se fosse com eles, se também festejavam !! Cambada de insensíveis, é o que eles são!!Enfim...

 

 

Hoje de manhã, quando fui ao mini-mercado buscar umas compras, nem a dona do ''estaminé'' perdeu  a chance de me envergonhar , só de falar neste assunto que  eu, se pudesse, esquecia. Ao que parece, o filho dela, meu amigo de há vários anos, comentou com ela acerca do meu triste estado.

Temo que, se esta noticia se espalhar tão rápido como é frequente acontecer numa aldeia pequena, lá para o fim do dia já todos saibam. E depois, como vou encarar as pessoas na rua?!! Vou mas é ficar em casa até que mais ninguém se lembre. 

E se alguém vê um dos documentos oficiais onde está tão bem explicito o 31 em que me encontro?!! Que vergonha!!  

Se, há anos atrás, alguém me perguntasse se eu pensava algum dia estar neste grande 31, nem hesitava em responder que não. Era jovem, inconsciente, com aquelas ideias de que este tipo de coisas só acontecia aos outros, aos que , aos meus olhos , eram velhos. Tolo!

Passaram uns anitos, (e tão rápido que passam 365 dias!!) e hoje sou eu o adulto velho, aquele a quem também acontecem destes 31.

O puto imberbe, ranhoso e que mal sabia apertar os atacadores, puto que tinha a mania que o relógio só servia para usar como acessório , e que esquecia que esse mesmo relógio contava segundos, minutos, horas, dias...anos de vida, tomou consciência de que o relógio não pára nunca e que os anos de vida se vão acumulando.

A Matemática não é o meu forte, mas para fazer o somatório dos anos de vida acumulados até chegar ao 31 a que hoje cheguei, nem preciso usar calculadora.

 Basta ver o Bilhete de Identidade, ver a cédula de nascimento, ouvir, ler e sentir as palavras de todos aqueles que já me deram os parabéns por mais um ano de vida... 

Basta isso para sentir o ''peso'' da soma de todos os 31 anos em que alguém, mesmo quando eu era tão pequenino que já nem me lembro, que, neste dia em que se comemora o meu nascimento, ficou feliz e me fez feliz, pelo simples facto de estarmos vivos e podermos usufruir da companhia, amizade e amor uns dos outros. 

A todos esses, em especial ao meu pai, mãe, mesmo não estando hoje comigo fisicamente,irmão, restante família e amigos , com os quais aprendi a ser menino e homem, amigo do seu amigo, respeitador e leal, agradeço por, não só neste dia, mas em muitos outros, me fazerem sentir que se há um bom motivo para sorrir de cada vez que fazemos anos, esse motivo é termos o privilégio de estar rodeados de pessoas que nos acarinham , respeitam e nunca nos faltam com uma palavra amiga.

Estou mesmo metido num grande 31! Felizmente, estou bem acompanhado.

 

segredo revelado: Parece que foi ontem que andava com o Manoel de Oliveira e com o Salazar, a jogar ao berlinde , a brincar às guerras (coloniais, talvez) e a fazer grandes ''filmes'' de acção, mesmo que o cenário fosse o meu quarto ou a minha rua, para hoje, num passe de mágica, já ter 31 anos de vida.

Longe de mim  querer comparar-me com Jesus Cristo, apesar de um dos meus apelidos ser Jesus, mas se viesse a morrer com a idade dele, já daqui por 2 anos, sinto que me falta tanto para viver, para descobrir,... Opa, ainda nem fundei a minha própria Igreja ou religião! ( blasfémia! sacrilégio!) 

Se há coisa que o passar dos anos não me tem ''roubado'', essa coisa é o gosto por uma boa gargalhada, por um sorriso quase imperceptível, por estar rodeado de gente a quem quero bem e que sei que me querem bem, por fazer perguntas, por saber mais, ...

Espero que os próximos anos, sejam eles quantos forem, continuem a não me ''roubar'' nada dessas coisas que,  apesar do envelhecer da ''carcaça'', permitem que eu me continue a sentir um jovem de espírito.  

 

 

 

PS: Modéstia à parte, era tão giro, quando era puto  . Ai de quem discordar!! É logo fuzilado.

Ora vejam...